Maria João Worm


Alfarrabista
2 Outubro 2010, 7:19 pm
Filed under: Uncategorized

Buçaco, 1843-Casa de repouso, Emanuella E. ( texto transcrito de um postal)

Minha querida burguesinha,

Talvez que não seja mesmo nada disto o que eu deveria não pensar.

O problema é esta consciência intermitente de se estar perante o paradoxo absurdo de amar a beleza das palavras e todo o ornamento sentimental que mente com os dentes todos e nos deixa abismados. Só queremos ir viver para a terra deste artificio. E no fundo é sempre um abismo escuro que devolve o eco como um poço. Mas se na superficie lhe chega a tocar a luz da lua, pois então lá vai por ali fora e chega ao céu,  na tentativa poética de chegar ao impossível. O que é que dá nas cabeças para serem tão tontas. Esvoaçam entre abismos que se fascinam e enquanto isso a vida passa tão simples. Tão séria quanto uma ramela pode ser e provém do lugar das lágrimas. Aparelho, função, análise, trabalho. E claro,  conjugação de verbos porque estar vivo requer a acção que em si já é. Esta inquietação que não descansa, ondula e vai para a forma, dá-lhe tiques e modulações, pinta ou gesticula sem tinta. Discorre em directo, e sabe que à arte só lá chega quem depura, rasura, desespera com classe. Que a arte é coisa que deriva, que conversa com o que existe,  com vagabundos de luxo, cigarros e tonterias. Esta estranha fome de ilusão não se sacia, distrai-se. Abisma-se no infinito do mundo e volta para casa. (sr doutor, escrevi  isto e sinto-me melhorzinha embora nada disto seja encantador, não envolve a toma de nada quimico, nem álcool, nem droga. Talvez apenas ressaca, ressaca de se estar absurdamente aburguesadamente vivo)

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: