Maria João Worm


Degraus
2 Fevereiro 2013, 8:26 pm
Filed under: Uncategorized

degrau

Devemos ou não desconfiar se subimos os degraus usando sempre a mesma perna.

Que relação tem o livre arbítrio com tropeçar sempre na mesma pedra.

Se os dias de céu azul nos são impostos, quais são as verdadeiras intenções dos amarelos.

Os ratos já não roem rolhas russas,

os patos ficam junto de cegonhas.

Mas também as gaivotas estudiosas,

que enchem vagamente o relvado,

pasmam frente aos estádios do ensino,

da famosa feitoria dos doutores.

Há um grupo que acredita nos degraus que existem,

perpétuado por e para estátuas gregas.

Porque o impulso da vontade vertical anseia pelo antídoto,

na dúvida metódica, desenha-se o início do degrau,

e esquina horizontal e limitado, na eterna condição de ruminar.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: