Maria João Worm


Mas afinal que raio de ideia para se desculpar que não vale um caracol
24 Novembro 2015, 12:16 am
Filed under: Uncategorized

(desta vez a imagem é a escolha de ser vossa) Tem um verde carnudo e intenso, tem também a cor das folhas que caem agora: o vermelho que é castanho onde se dobra.  E ao caírem desenham com vagar o  movimento de um traçado, como nunca saberei dizer.

Um caracol come um pé de morangos, que de flor branca deu fruto, beija-o, a julgar pela forma que fica marcada. Mas beija com uma tal intensidade que só é possível perceber na parte do morango que desaparece em forma de cratera. Também alterna na experiência que tem com a folha dura de uma malagueta vizinha. Anda a deambular, espero que livremente, entre o doce e o picante.

Vejo-o satisfeito, nunca o vi no acto. Por vezes apresenta-se de barriga para o ar. Deleitado aparentemente.

Já o pé que se resolve em morangos, diz de outro modo. Fica como é comum aos vegetais, abre os braços de folha carnuda para o sol, na maravilha de fotossíntese. Deslumbrante. Translúcido com a assinatura de não ser uma couve, mas tal como as roseiras, destemido, neste caso aberto aos poros atirados para donde vem a luz.

Passa um pisco, com a sua cauda sensível, com código Morse directamente à medula de se estar agora aqui.

Uma mosca, nunca ambiciosa, quase zune, quase como uma abelha. Senta-se arranja a sua perspicácia, limpando-se.

Que vadiagem tão boa.

 

O que se pode passar numa floreira.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: